quarta-feira, 24 de maio de 2017

ela

ela era o oposto de todas as outras. tinha iniciativa, beijos quentes, sorriso. ela era aquela que me puxava com todo gás para oferecer uma "boa pegada". obviamente por questões suas, nem tudo andava muito bem. tinham dias que ela acordava com o pé direito e me mandava catar coquinho. outros dias, acordava para um belo passeio e conversas polêmicas (meus temas favoritos!).

mas ela era diferente. tinha o sorriso infantil mais bonito do mundo e eu adorava a forma que ela olhava para mim, era tão penetrante que o mundo ao redor poderia deixar de rodar que ficaria tudo bem. ela era genial! a cada mensagem sua, meu peito tremia.

eu sonhei com um mundo ao seu lado. intensa como sou, sonhei em levá-la a conhecer o Brasil. nossas caminhadas pelas do Recife Antigo era meu momento favorito! e por semanas achei que poderia viver uma grande aventura que duraria mais tempo.

ela foi a mulher mais bonita que já fiquei interessada na minha vida. digo bonito por modéstia, ela era um espetáculo. ela era dessas mulheres incríveis que conhecemos apenas uma vez na vida que te oferece o mundo depois vai embora - por medo ou desapego. 

no nosso último encontro ela disse que faria uma pintura de mim, dos peitos principalmente, sim, ela é artista - graduanda de artes plasticas - e advogada sem vocação para nhem nhem nhem. como não poderia ser, afinal?

só sei dizer que ela é uma mulher incrível!!!

te echo de menos, super niña!