quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

mais um amanhecer. poderia pensar no que quero fazer no dia. aproveitar que os raios saem da janela. quando faço o primeiro movimento, sinto as costas doer. e lembro que além da dor emocional, existe a dor física.

nao consigo mais ficar consciente e pensar nos próximos dias, semanas, meses e anos... quando vejo o fim da vida cada dia mais próximo. sinto medo de fazer uma escolha equivocada, mas sinto que nao existe mais saída. nao importa o que aconteça, eu sempre estarei lutando contra os demonios... luta essa que nao existe vitória.

pode ser ridículo, mas nao encontro alternativas.
o mundo perfeito que as pessoas desenham para mim,
nao me pertence,
nao me completa...

poderia fugir para outro estado,
outro país,
mas possivelmente essa dor 
me acompanhará.

e eu só estaria adiando
o previsível.