quarta-feira, 30 de março de 2016

Efeitos colaterais de um remédio
que deveria funcionar para o bem

O corpo inquieto
esperando o efeito
de algo sem nome

Sai de casa com as cartelas na bolsa
como se fosse possível 
ter proteção milagrosa...

mais efeito, mais fé, mais remédio.

terça-feira, 29 de março de 2016

É fácil te amar... muito fácil. Eu tinha esquecido como era se apaixonar todos os dias pela mesma pessoa, e é realmente uma sensação maravilhosa. Enquanto não recebo teu "bom dia" o mundo parece não girar direito. Mesmo com tudo muito tumultuado, eu sinto necessidade de escrever para você. Paro meus afazeres quando me pego pensando em ti... e simplesmente flui. A saudade já não cabe no peito, mas não gosto de pensar em tempo... No momento certo vamos nos encontrar e será um momento mágico.

segunda-feira, 28 de março de 2016

mas deve ser bonito...


Verde, branco
e vermelho

tua cor
em sangue
e a busca pela
liberdade
em um mundo
reinado pelo capitalismo

bonita
tua gente
que acredita
gritar para protestar

saudando Hidalgo,
Moreles
e todos aquele
que ofereceram a vida pela independência!

da terra dos que estão...
alguns vão.
outros ficam

e nós, que caminhamos,
estamos
desfrutamos
de uma nação!

domingo, 27 de março de 2016

ressurreição

Segundo a história bíblica, Jesus morre. E também, segundo a história, ele não morre porque na época dele tinha muita bicha/sapatão/travesti, ele morre pelo mesmo ódio, intolerância e conservadorismo que muitas bichas/sapatões/travestis morrem até hoje, 2016 anos depois. Jesus renasce no domingo, os LGBTTTs que morreram, não. Só pra refletir. (adaptado do post do @coletivocolorido no dia 15 de março de 2016) 



sexta-feira, 25 de março de 2016

Boy: romantizado, louco e irresponsável


- HAHHAA a pessoa que fez o exame disse que eu não tenho um tumor na cabeça 

- Mas o objetivo do exame NÃO ERA ESSE!!!

- Eu sei, mas pelo menos não tenho. Deveria comemorar 

- Quando sai o resultado?

- Próxima quarta-feira... deveria tomar uma cervejinha, usar sal na comida agora e ir por um churrasquinho, estou no Sul, né HAHAHAHHA agora me sinto melhor!


Segurem esse homem!!! SOS

quarta-feira, 23 de março de 2016

Não tenho saco




Não tenho saco para séries. Não existe essa empatia de acompanhar. Ficar ansiosa. Morrer de amor. Não, não tem. Desde sempre. Ok, acompanhei algumas que lembro ainda... mas presta atenção na situação:

Dexter: morri de amor pela primeira, segunda... na terceira já queria me matar. quarta assisti, quinta também, iden, inden... e a última temporada (oitava!!!) provavelmente não assistirei nunca. Mesmo assim ainda sou completamente apaixonada por Debra Mogan (te amo, sua linda!)



Revenge: fiquei completamente louca no primeiro episodio da primeira temporada. incrível a primeira temporada. a segunda meio pé de chinela e a terceira entrou na lista de ~provavelmente nunca~



Orange is the new black: comecei nem tanto empolgada. fiquei empolgada quando fiquei assistindo com uma pessoa e a gente comentava, MAS ganhei o livro inspirado da série dessa criatura e uns episódios cabô o tesão. serio. pelo menos uma vez por mês abro o netflix e vejo em qual episodio fiquei, não encontro direito, fica tudo muito confuso, NUNCA lembro nada, fecho e fim da historia hahahaha ciclo da minha vida kkkk



Desculpa mundo, mas eu sou ansiosa DEMAIS para esperar uma temporada ou um episodio sair. essa coisa de esperar acaba com meu tesão. sério!

O mesmo rola com cantores, banda, artista em geral. Não tenho essa paixonite que a maioria dos seres humanos tem. Serio. Não vejo necessidade, simplesmente. Sou dessas que abre o youtube, escuta a música que desejo, fecha e fim.

 Antes de Celso Piña (outubro? novembro), ícone da musica mexicana, fazia muito tempo que eu não esperava o show de alguém. soube que vai ter Thiago Pethit aqui em Recife em maio e to meio ~se tiver dinheiro+tempo+coragem~ eu resolvo no dia. o mesmo aconteceu no carnaval com o lindo Johnny Hooker (que foi grátis!) e as três coisas contribuíram hahaha então, meus colegas, essa sou eu.



terça-feira, 22 de março de 2016

NÃO, SIMPLESMENTE NÃO!

"eu preciso ter o direito de morrer. você não pode ficar apavorada. eu preciso desse direito" ele me disse. "se assim Deus quiser, é o que vai acontecer"

eu chorei com suas palavras, obviamente.

eu não consigo. eu simplesmente não consigo lidar com isso. eu não consigo lidar que em algum momento vamos receber os resultados de um exame que a gente teme. eu só queria que tudo isso fosse uma grande piada sem graça e que eu pudesse pegar o próximo voo para ficar ao lado dele.

não, você não tem esse direito. você não tem, seu estupido!

----------

não, eu não gosto quando você diz que tem mais espaço na cama agora ou que a coberta é toda sua para tentar me acalmar. eu não consigo ficar tranquila quando você diz que começou a comer mais frutas e menos café. eu me sinto em panico, desesperada, perdida. eu preciso que você fique bem, por favor!

segunda-feira, 21 de março de 2016

21 de Março. Quantos 21's já passamos?

deixe fazer efeito... pelo menos

Você aparece quando deseja. E some na mesma proporção como se eu tivesse sempre disponível para te escutar e já não tivesse cansada desse buraco sem fundo. Eu fui e voltei, e o disco não muda.

Mãe, quarta-feira recebo receita azul... e eu espero que nosso próximo encontro seja mais suave, e que você apareça sem avisar e eu saiba lidar.

domingo, 20 de março de 2016

remoendo

na ultima quarta-feira tudo foi colocado em jogo. sofri violência moral e psicológica por um bando de bacacas que acreditou que eu e meu companheiro tínhamos que ser violentados por entrar num manifestação sem saber e quando respondemos a hostilização foi dançando e gritando "não vai ter golpe"

ele sofreu violência física. e eu, além de tudo, fui chamada de "puta" "vadia" "ladrona" por diferentes pessoas. 

meu corpo, de mulher, pelo menos, foi salvo por homens sensatos no momento crucial da história (meu companheiro e uns dois que não permitiram que os outros me agredisse) e a Lei Maria da Penha - que aos berros eu gritei.

hoje, domingo, meu companheiro ainda luta para restabelecer sua saúde por conta desses inconsequentes... e tantos outros que ainda exploram nossas imagens em videos, mensagens e comentários. o jornalismo sujo compactua tentando que a gente ofereça entrevista (e a cara). e obviamente divulgando os videos sem critério ou permissão.

estou remoendo essa história que parece não ter fim...
tua escrita estava bonita e eu fui florescendo um pouco mais
quem conhece tua casca jamais chegará na tua essência

ainda sinto teu beijo na minha mão
como se ainda existisse algum tipo de conexão

tua promessa interrompida pelo vento que soprou
ecoa no meu ouvido insistentemente 
a cada hora

é macumba?
não, é amor.

sábado, 19 de março de 2016

por favor

Eu preciso que você fique bem. Agora que tudo estava entrando no eixo... agora que tudo ficou claro. Por favor, fique bem. Não vou suportar se alguma coisa acontecer com você, eu não consigo imaginar minha vida sem você. Por favor, fique bem.

Por favor, fique bem.

gostinho bom


entrei naquela
vibe
de sentir somente as coisas boas

cada palavra
é lida com sorriso

todo mistério
deixou de existir
e tudo ficou fácil
de lidar

sensação gostosa
de um sentimento
que estava travado
no peito

escondida por
fantasmas

hoje não clamo
por presença,
apenas por boas lembranças

e olhe
que temos!

NEGRA, POBRE E NORDESTINA

Outro dia recebi um comentário que fiquei chocada aqui no blog, alguém disse que eu me valorizasse e mostrasse minha cara, e falou alguma coisa do seu filho adotivo negro. Ela fez alusão a minha descrição no perfil (aí do lado). Primeiro: não mostro minha cara pois a intensão desse blog não é fazer comércio de mim mesma. Respeito demais os que fazem, e até os que colocam o número do CPF, mas eu conservo minha privacidade com unhas e dentes... e quem me conhece, no particular, sabe o quanto evito esse tipo de exposição. E qualquer outra.

Segundo:

Facilmente o preto e o pobre tem sua cultura desvalorizada quase que automaticamente, ocorre em vários países e no Brasil não é diferente. Porém vejo como pensamento estupido de gente pequena esse tipo de insinuação. Já que nós, pretos e pobres, não tínhamos acesso a educação formal. Felizmente essa história vem mudando graças as politicas de inclusão social. (abraços e beijos para as cotas!)

A primeira frase da minha descrição é clara: sou mulher, preta, pobre e nordestina. Rótulos que são usados até mesmo para insultos por muitos... Eu, honestamente, não tenho vergonha da minha raiz. E minha raiz é essa descrita. Enquanto a pessoa acha que estou me desvalorizado, na verdade estou vangloriando meu sangue preto e pobre e dizendo o obvio: mulher, preta, pobre e nordestina tem voz e espaço. Escreve e merece ser ouvida.

Eu sou mais uma no meio de muitos. E saber minha cara, minha conta bancaria e onde eu vivo não torna meus textos mais atrativos.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Eu tenho lado.



(Me encontre no bar que nos beijamos pela primeira vez, por favor!)

Com fé trazida de berço, a garganta pronta para gritar e com companheiras de luta ao lado: mais uma vez me posicionei. Atitude já prevista, logicamente. Hoje, na minha cidade, eu estava livre. Estava livre para fazer uma dancinha e gritar ~não vai ter golpe~ ao lado de quem sabe dialogar e compreender a imensidão da sujeira que estão transformando meu lindo país.

Como disse a belíssima Loira Gelada no twitter: A fome dos meus filhos não será riqueza para os seus.

Eu tenho lado. E o meu lado é por mais programas governamentais de inclusão social.



(A foto não saiu boa. Pois gostaria que essas duas bandeiras, tao emblemáticas, estivessem totalmente expostas.)
#Dilmando #VemLula #Queer #Transviada

metade de mim é você...

parece que o mundo caiu na nossa cabeça do dia para noite. e minha única vontade foi te proteger. um desejo absurdo de te abraçar até que toda culpa desaparecesse. mesmo sabendo que não formos responsáveis pelas interpretações maldosas alheia. Infelizmente tive que partir, mas você é a melhor parte do meu ser... foi como se um clarão tivesse surgido na mente e tudo ficou transparente. nossa união, nossa vontade de permanecer juntos, nossa sintonia.

sei que dói imensamente ficar distante. porém sei que vamos conseguir vencer mais essa etapa. somente Deus sabe minha vontade de te arrastar para dentro do avião comigo, e o quanto estou sofrendo, já chego nessa cidade e tudo é muito vazio. porém a gente soube da necessidade da minha partida.... e o quanto ela irá representar para o futuro.

eu não me importo o que vão falar, o que vão pensar: eu só desejo permanecer ao teu lado até o fim da minha vida. meu sentimento é verdadeiro e puro.

você é metade de mim, a melhor parte de mim.

---

Isadora, A gorata agredida ontem na Av. Paulista.

Mais gente sendo injustiçada pela babaquice alheia. Isadora, esse depoimento poderia ter sido o meu... fiquei imensamente triste por você ter passado por essa situação semelhante a minha, no mesmo dia e quase no mesmo horário. Que país é esse? Imagino seu panico, pois no momento que passei pela situação todos os meus valores e a minha vida ficam em jogo. Felizmente essa foi uma situação de aprendizagem. Mas que me fortaleceu para lutar pela DEMOCRACIA e meus ideais de políticas para TODOS.

quarta-feira, 16 de março de 2016

Depoimento

Meu último na cidade. Saímos para comemorar com a camisa vermelha para provar nosso discurso de esquerda. Meu companheiro e eu. Como sempre fizermos no último ano em todas as cidades que passamos, tanto no Brasil como no México. Ele com a camisa totalmente vermelha e eu com o estigma da Presidenta Dilma na camisa e no peito. Depois de dois bares foram caminhando para casa. No centro encontramos um grupo de manifestamente contra o governo. Entramos numa manifestação sem saber! Meu companheiro levou um golpe na cabeça por usar a camisa e gritar em favor de Lula; e eu logicamente estava gritando também... só fui salva por conta dele e comigo nada aconteceu. Ele protegeu meu corpo... Caso contrário: iríamos ser mortos pela violência que estava no local CONTRA NÓS. Foi uma das piores sensações da minha vida! Felizmente a lei MARIA DA PENHA estava ao meu favor. Que foi APROVADA NO GOVERNO DE ESQUERDA! - governo que ofereceu voz para o povo.

A única coisa que tenho a dizer: EU SOU DILMA. EU SOU LULA. EU SOU PT. EU SOU ESQUERDISTA pois a guerra política que existe não é contra os políticos corruptos: é contra os negros, os pobres, os gays, as lésbicas, as travestis e os transgeneros. É contra a política pública para grande massa.

Att,
Sara Lucena.

PS: Sim, eu chegarei em Recife dia 18 de março, dia que sera o ato a favor da democracia. E lá estarei!

PS: Não irei tirar a camisa vermelha POR NADA.

Ninguém irá silenciar nossa luta.


segunda-feira, 14 de março de 2016

imaturidade ou vida adulta?

A convivência pode ser dura. Nos faz questionar quem vive ao nosso lado, se realmente queremos essa realidade para vida toda... E eternidade é tempo demais. Será que essa é a pessoa? Será que o futuro já chegou? O que acontece depois? Questões essas que ainda carrego, pois a juventude leva consigo imaturidade. Não me sinto madura em transportar tanta responsabilidade, nem um bebê. Nem os dois juntos.  

Não me sinto madura para pensar. Ou querer.

A vida segue. O futuro talvez tenha chegado. E eu ainda pergunto: o que acontece? Esse é o final feliz? Por onde anda minha fé em acreditar que podemos mudar de direção em qualquer momento?

sábado, 12 de março de 2016

e se não houvesse final?

vou sentir saudade do teu olhar
penetrando em mim,
da nossa pele
em contato,
de acordar contigo ao lado

vou sentir saudade
de entrar num ônibus
sem destino,
dormir em curtos
períodos,
sonhar desde o principio

vou sentir saudade
de chegar em casa
e você perguntar
se prefiro vinho
tinto ou branco
antes que a gente pense no jantar

vou até sentir saudade
de você reclamar dos
meus dotes culinários
enquanto prova alguma coisa
meio sem gosto...

em teus cabelos enrolados
eu fazia mais poesia
que amor,
e nunca existiu na terra
quem de oferecesse 
tanto calor!

pode ser divertido

Pode ser divertido
Mesmo sendo meio
Ridículo apreciar a sutileza do outro...

Eu estava meio doida
Buscando por outra
Quando ela surge
Com o sorriso
Escancarado

Ela estava tão intensa
Que eu entrei naquele emaranhado de ternura...

preparo o café ou a vida?

Tem gente que você pensa que terá por perto até o final dos tempos. (...) os lugares ficam vazios; músicas perdem significado; não há mais razão em realizar certas atividades ou perpetuar velhos hábitos. 

(...) O problema é que, muito frequentemente, elas escapam. Enquanto você deixava de tomar seu café com açúcar refinado, elas, silenciosamente, planejavam as suas rotas de fuga. (...) Na bagagem elas levam todas aquelas suas coisas que só têm significado quando junto delas.  

(...) Elas nunca planejaram ficar e, no fundo, você sempre soube.

(...) Você entende que, apesar de todos os esforços em adaptar-se, no final das contas não faz a mínima diferença. Ficarão nos armários aquelas coisas que você não come, o shampoo super inovador que você nunca deu muita bola, a posição dos móveis, os tapetes que você detesta. As dedicatórias nos livros das estantes. Os livros. As estantes.

Quanto tempo você fica?

Você chega ao triste nível do tanto faz; seja o café ou a vida, você precisa preparar alguma coisa. E o pior é que o café esfria… e a vida também.

© obvious: http://obviousmag.org/espelho_periodico/2016/preparo-o-cafe-ou-a-vida-o-triste-fim-do-tanto-faz.html#ixzz42i3p5KRk
Follow us: @obvious on Twitter | obviousmagazine on Facebook

quinta-feira, 10 de março de 2016

pra te lembrar... saudade!

hoje te lembrei
e até li algumas mensagens trocadas

depois que nos afastamos
muita coisa passou

algumas você ficaria
orgulhosa
outras: iria gritar "eu sabia que ia acontecer, você é muito tonta"

lembra quando você ficava escutando sobre
assistência social sem nem entender direito o significado?
e terapia rogeriana? ahaha
e nossas trocas de mensagens no meu período de "plantão social"?

lembra quando eu trouxe uma garrafa de tequila
do México para você?

VOCÊ QUASE SURTOU!
E AS CATRINAS??? Sua cara!

fiquei com saudade dos nossos encontros
e até do dia que te liguei avisando
que as coisas tinham mudado....

saudade de escutar: "oi lindinha"
saudade de escutar tuas confissões,
saudade de me confessar para você.

saudade.
nem dei muita bola
para o fato,
nem para ela
pra ser sincera

todo aquela aproximacao
era um circo que me cansava

cortei contato quando
˜amorzinho˜ saiu da sua boca

uns meses depois
ela estava enviando fatos
e sendo prestativa dentro da sua expectativa

eu agradecia ainda sem saber onde
todo aquele espetáculo daria

ela era previsível
e eu estava querendo algo novo

ela me ligava todos os dias
e eu tentava ser
boazinha

chegou um dia que
sua mensagem surgiu
e eu sabia que 
a partir dali
mais nada valia

talvez ela ainda espere
alguma resposta esfarrapada,
talvez nao

porém eu sei: eu nao voltarei.

Construindo igualdade. Quebrando barreiras!


- Acho que vou encontrar com a Erika hoje, aquela fotógrafa. Você lembra dela?

- Sim, lembro sim. Tenho certeza que vocês vão conversar muita coisa de fotografia. (Silêncio) Sara, fiquei tão feliz. Quando você falou na Erika nem fiz associação com uma travesti. Aos poucos a gente vai desconstruindo, né? Depois de encontrar com elas a gente fica se aproximando mais da realidade e vai construindo novos conceitos.

Felicidade. Felicidade. Felicidade!

quarta-feira, 9 de março de 2016

cheguei atrasado?!

(...)

foram tantas mensagens não respondidas, emails calorosos descartados, "bons dias" não respondidos...me desculpe... Me desculpe o atraso; (...) Me desculpe levar tanto tempo para perceber que todas as minhas fugas, todas as minhas idas, todos os meus abandonos na realidade não eram abandonos de você, mas abandonos à mim mesmo. (...) Me desculpe por tantos anos me enganando, me engasgando, me sufocando, pelo medo e pela covardia em dizer: EU TE AMO!!

Me desculpe pelo atraso, ainda bem que nós não perdemos o vôo...

- Me desculpe pela espera, você me perdeu...


© obvious:  http://obviousmag.org/contos_pontos_encontros_e_desencontros/2015/07/cheguei-atrasado.html#ixzz42PLey67c 
Follow us: @obvious on Twitter | obviousmagazine on Facebook

terça-feira, 8 de março de 2016

Tudo bem que esquecesse o que eu havia falado... Era para ser esquecido mesmo.


Sinto teu cheiro em meu corpo
Ainda vivo
Corroendo e invadindo
Enquanto respiras
Desejo que o tempo não passe 
Te quero para vida 
Te quero dentro de mim
Te quero vivendo!

Indisponível

Felizmente
ou infelizmente:

eu não estou disponível!

Não estou disponível
para amar novamente,
sonhar novamente,
desejar novamente

Eu não estou disponível
para construir novos
sonhos,
novas formas,
novas paixões

Hoje não tenho paciência
para esse dialogo
de envolvimento

Nem pra sexo,
se não for por completo!

Nem me importo
se você gosta de café
ou cachaça com limão

Nem se teu livro
favorito for
alguma coisa com alemão

Meu coração não pulsa
e jamais me jogaria se não fosse
para ser profunda!

Eu sei que com você pode ser diferente,
que cada pessoa é um mundo

Mas eu honestamente
não estou disponível
para pensar sobre isso

Apaga essa luz ou
digita tais confissões
para outra pessoa

E me deixa aproveitar
o coração vazio!

Hoje, meu bem,
eu não estou disponível! 

segunda-feira, 7 de março de 2016

Quero chorar,
Quero gozar 

Chego em casa
Com o coração entre aberto
E clamo 
Por abrigo

Como o desejo de gozar 
E chorar dialogam 
dentro do meu corpo
De forma simultânea?

Entre lágrimas 
E
Gozo
Não compreendo

Entre lágrimas
E
Gozo:

Retro Alimento!

domingo, 6 de março de 2016

café da manhã de domingo: cuca

pensei em te levar aquela comida colonial

eu gostei,
e achei que você também iria gostar

mas levar, necessariamente, me faria te encontrar
e eu já estou bem cansada para entrar
no jogo da insistência de novos encontros

comi, 
tomei uma xícara de café
e concluir que a pior parte
da vida é quando a gente deixa de insistir.

sábado, 5 de março de 2016

você me devolveu o mundo, antes que eu te entregasse o corpo. entre altos e baixos, tapas e beijos, afetos e emoções. você estava lá quando a lágrima caiu, e eu estava te abracando quando o mundo não fazia sentido. a gente não é perfeito, mas aprendemos ao longo dos anos que perfeição também não existe. eu te abraco e me sinto protegida. eu te quero e sei que você é o meu melhor bem querer. 

meu melhor amigo, meu companheiro de vida.

sexta-feira, 4 de março de 2016

Em 8 de Março, não quero flores.

“Eu costumava achar que era louca” (um relato de um relacionamento abusivo)

Quantas vezes disse para mim mesma: “Levante, chame um táxi e vá embora”?Quantas vezes me levantei e não me reconheci no espelho? Quanto ódio eu senti pela mulher que me olhava de volta? Mas ele nunca me bateu.
Quantas vezes voltei para aquela cama, em vez de entrar num táxi, e acordei com os braços dele em volta de mim, dizendo que a culpa tinha sido minha? Ele não era assim. Eu é que trazia à tona esse lado dele. Eu tinha de mudar. Parar de acusá-lo. Se eu fosse mais gentil, ele reagiria de outro jeito.
Quantas vezes mudei minha abordagem antes de perceber que a única maneira de evitar o abuso era não tocar no assunto? Mas ele nunca me bateu.
(…)
Quando tudo terminou, não tive direito a luto. Ninguém era capaz de entender como amor, ódio, medo e conforto podiam coexistir. Não entendiam que, além de abusar de mim, ele era meu confidente, a pessoa para quem eu cozinhava, a pessoa que passava o domingo chuvoso assistindo TV comigo, a pessoa que ria comigo, a pessoa que me conhecia.
Perdi meu companheiro. Como explicar que o abuso era só uma parte dele? Como explicar isso para si mesma?
Até hoje lembro de momentos carinhosos e me pergunto se as coisas eram tão ruins assim. Ainda tenho dificuldade em reconciliar como ele podia me amar e me machucar como se eu fosse a inimiga.
(…)
Espero que minhas palavras abracem outras mulheres. Espero que elas deem a força e o amor de que elas precisam para sair das profundezas. 

mulher


preta

pobre
nordestina



o corpo
exposto
não nega



sou da resistência
sou da massa



sou coração valente.

quinta-feira, 3 de março de 2016

nua e crua

3 de março, e finalmente tornei publica essa bodega. Agora você pode me acompanhar... e bem, vou logo avisando, cuidado com as interpretações. E muito bem vindo/a!

terça-feira, 1 de março de 2016

vadia

vem, simplesmente vem

me deixa chegar mais
até sentir que tu vai gozar

você pode! 

vem, vadia,
o que você precisa?
estou aqui esperando
um pouco mais

não digo que te amo
mas podemos chegar la
ate próximo mês

ei, promessas da cama
não leve para vida!

vem, vadia,
simplesmente vem.