domingo, 6 de março de 2016

café da manhã de domingo: cuca

pensei em te levar aquela comida colonial

eu gostei,
e achei que você também iria gostar

mas levar, necessariamente, me faria te encontrar
e eu já estou bem cansada para entrar
no jogo da insistência de novos encontros

comi, 
tomei uma xícara de café
e concluir que a pior parte
da vida é quando a gente deixa de insistir.

3 comentários:

  1. Olá, Boa tarde, Sara...
    sim, se tem a certeza que vale a pena, é importante insistir ,porém,, se a situação está complicada, só vale a pena levar a comida colonial se houver a possibilidade de mudanças internas ou externas, quer sejam de atitudes ou de ponto de vista...ambos tem que colaborar para o encontro dar certo...
    "De lá"...a saúde mental , quando ficamos internados? em frangalhos ,porque acreditamos que o hospital é o limite do social e temos esperança , quando inevitável, que seja o melhor espaço possível,o que não é verdade e ainda, perdemos em parte ou no todo, a nossa liberdade da vida normal, com todas as dores e os prazeres que dela fazem parte...
    Obrigado pela visita,belos dias, abraços!

    ResponderExcluir
  2. Grata pela visita ao meu espaço. Estou visitando os amigos aos poucos, conforme o tempo vai me permitindo!
    Bom fim de domingo!!!

    ResponderExcluir
  3. Chega a uma altura em que percebemos que não vale a pena insistir mais.

    r: Tenho mesmo curiosidade em experimentar :)

    ResponderExcluir