sexta-feira, 18 de março de 2016

Eu tenho lado.



(Me encontre no bar que nos beijamos pela primeira vez, por favor!)

Com fé trazida de berço, a garganta pronta para gritar e com companheiras de luta ao lado: mais uma vez me posicionei. Atitude já prevista, logicamente. Hoje, na minha cidade, eu estava livre. Estava livre para fazer uma dancinha e gritar ~não vai ter golpe~ ao lado de quem sabe dialogar e compreender a imensidão da sujeira que estão transformando meu lindo país.

Como disse a belíssima Loira Gelada no twitter: A fome dos meus filhos não será riqueza para os seus.

Eu tenho lado. E o meu lado é por mais programas governamentais de inclusão social.



(A foto não saiu boa. Pois gostaria que essas duas bandeiras, tao emblemáticas, estivessem totalmente expostas.)
#Dilmando #VemLula #Queer #Transviada

4 comentários:

  1. Espero que o nosso país se cure desta crise e volte a ser um lugar de belezas e abundâncias... no mais reservo-me o direito de silenciar...
    Um post de tirar o chapéu!

    ResponderExcluir
  2. Oi Sara,
    Desde que conheço a política não pendo para lado nenhum, pois nenhum presta, fui lutando a vida inteira trabalhando em serviços públicos e se quiser saber mais entra no meu e-mail: dorlisilva@bol.com.br
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Mis deseos que vaya mejor vuestro país así que el mundo entero que buena falta nos hace.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  4. Sara, nosso pais esta tremendo! Que mude pra muiiiiiiito melhor!
    Bjs chica

    ResponderExcluir