sábado, 12 de março de 2016

preparo o café ou a vida?

Tem gente que você pensa que terá por perto até o final dos tempos. (...) os lugares ficam vazios; músicas perdem significado; não há mais razão em realizar certas atividades ou perpetuar velhos hábitos. 

(...) O problema é que, muito frequentemente, elas escapam. Enquanto você deixava de tomar seu café com açúcar refinado, elas, silenciosamente, planejavam as suas rotas de fuga. (...) Na bagagem elas levam todas aquelas suas coisas que só têm significado quando junto delas.  

(...) Elas nunca planejaram ficar e, no fundo, você sempre soube.

(...) Você entende que, apesar de todos os esforços em adaptar-se, no final das contas não faz a mínima diferença. Ficarão nos armários aquelas coisas que você não come, o shampoo super inovador que você nunca deu muita bola, a posição dos móveis, os tapetes que você detesta. As dedicatórias nos livros das estantes. Os livros. As estantes.

Quanto tempo você fica?

Você chega ao triste nível do tanto faz; seja o café ou a vida, você precisa preparar alguma coisa. E o pior é que o café esfria… e a vida também.

© obvious: http://obviousmag.org/espelho_periodico/2016/preparo-o-cafe-ou-a-vida-o-triste-fim-do-tanto-faz.html#ixzz42i3p5KRk
Follow us: @obvious on Twitter | obviousmagazine on Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário