terça-feira, 12 de abril de 2016

estou convencida

vou ser honesta, não tenho muito saco.

você vai pegar meu celular e pelo menos meia dúzia de gente vai ter enviado mensagem e estão esperando resposta. no inbox do facebook também acontece
e nem preciso dizer que no email também (só respondo rapidamente quando é questão de trabalho, obviamente. e se for final de semana... eu preciso considerar que é algo urgente!)

pra ser honesta,
não tenho saco pra muita coisa

vou perdendo bons amigos por conta da minha falta de vontade e por mais que eu tente, não consigo mudar. e nem faço muito esforço também. sair de casa para encontrar alguém, é porque a vontade bateu forte. caso contrário, vou ficar enrolando até a pessoa desistir

lembro de um sábado à noite, quando estava morando no México com um amigo-namorado-marido-inimigo-amante, era aniversário de uma vizinha e ele perguntou se a gente ia comemorar junto com ela num bar

obviamente falei que não, estava na cozinha escrevendo... ele do quarto gritou que eu era pior que ele nessa questão

levei como elogio.

acho que nossa relação funcionou por tanto tempo por conta disso

bem, gosto de tomar cerveja com os amigos em casa, mas mais de três pessoas já acho multidão. sou dessas que nas festas fica atraída por uma pessoa e fica conversando toda noite. não sou simpática, é um fato!

lembro de uma festa que fui há quase um ano, bati o olho numa alemã e a gente ficou durante horas conversando sobre o mundo "alternativa", enquanto a festa rolava

o boy que foi comigo quase me mata no final. ela era sua professora e ele estava tentando "ficar próxima dela" e eu não deixei

pra ser bem franca sou dessas que prefere tomar vinho em casa e uma vez por ano encontrar com os amigos num bar. e o grupo de amigos precisa ser bem seletivo

bom, gosto de encontros mais tranquilos. nada melhor que encontrar com as amigas num café e aproveitar de uma boa tarde tranquila.

sim, sou uma pessoa chata para se relacionar. estou convencida.

18 comentários:

  1. Tamo junto... sou exatamente como você!

    ResponderExcluir
  2. Talvez não seja convencimento....
    Talvez seja falta de conversas e pessoas com quem você possa dividir o seu mundo...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Confesso que também gosto de grupos pequenos de amigos, o convívio é mais intenso =)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. eu tambem nao gosto muito de sair nem de grupos grandes

    ResponderExcluir
  5. Mais vale assim do que ir contrariada. Também sou um bocado assim.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Sara...bem, penso que, por si só , qualquer tipo de relacionamento -amizade, amoroso,com a vizinha, com o amigo-namorado-marido-inimigo-amante, com a alemã , com o boy- já é difícil, porque é preciso também ter respeito, paciência e saber aceitar as diferenças ...mas, muitas vezes, achamos que somos o chato da história e isso não é verdade, porque outros/as nem sabem que nos incomodam e continuam agindo de uma forma que não nos agrada ... cada um tem seu jeito, singular e o que faz bem ao outro, talvez não te faça bem!
    Obrigado pelo carinho,belos dias,beijos!

    ResponderExcluir
  7. Cada um de nós se sente bem de uma forma diferente. Não sou chegada a festas e não gosto de lugares onde há muita gente. Eu me sinto bem em casa, em minha companhia (rss), mas sinto prazer em estar com amigos dos quais gosto, em encontros para colocar as novidades em dia. E com as pessoas da família. Por vezes, em prol de uma relação, temos que fazer concessões. Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Estou a gostar muito do teu blogue. :) Escreves de uma forma interessante!
    Beijinhos e boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Cada um tem seu jeito especial de ser, Sara. E ninguém deve se contrariar para agradar outro alguém. Quem gosta de uma pessoa respeita seu modo de ser. Há momentos, contudo, que requerem um pouco mais de tolerância para salvaguarda de relações que importam.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Nos nossos contactos neste espaço não é essa a ideia que tenho de si...

    ResponderExcluir
  11. Também não gosto muito de grandes grupos, gosto mais de grupos pequenos e intimistas.
    Um abraço e óptima Quarta-Feira.

    ResponderExcluir
  12. Sara com café....gosto muito de te ler. Alguns dias, o blog esteve fechado e eu ão consegui entrar.
    Tua narrativa é muito linda. Autêntica. E, no fundo, somos assim. Relacionamentos e relações superficiais não te atraem. Nem a mim....
    Vejo-me aqui!!!
    Beijossss!!!

    ResponderExcluir
  13. A nossa identidade, somos nós mesmos. Quem (melhor que essa imagem única de nós) pode dar palpites do que não sabe (mesmo)???...
    Ser-se individual, é ser-se único (como a impressão digital).
    Parabéns pela abertura escancarada deste tema.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  14. R: Acho que como nós há muitas mais pessoas que pensam assim, é lamentável a ideia que as pessoas hoje em dia tem de amor.

    ResponderExcluir
  15. Opa! Nessa questão encontrei o marido perfeito! Preferimos ficar em casa vendo filme do que sair com outras pessoas hauahau

    Bjus
    Taty
    http://ansiosapracasar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. HAHAHAHA

    eu tenho dois estágios - no primeiro, quando eu marco o negócio, fico SUPER animada. no segundo, quando chega o dia de fazer a tal coisa, eu morgo total.

    já fui bem pior em relação a isso. mas hoje em dia eu me cobro menos e ter que ser legal e ter que socializar e só saio quando tô realmente no clima.

    cada um é de um jeito, o negócio é encontrar essas vibes parecidas com a nossa, pras coisas darem certo.

    ResponderExcluir
  17. Quem conversa em festa hojem dia, amiga? As pessoas não tiram a cara do what sap, isso sim!!!

    ResponderExcluir
  18. Posso dizer que esta semana também "não tenho saco" para muita coisa!!

    ResponderExcluir