sexta-feira, 13 de maio de 2016

vamos, eu estou com você, e podemos aprender juntas


Ex namorado. Ciúme extremo. Abuso psicológico. Machismo. Culpa. Depressão. Prato cheio! Ela poderia ser eu. Poderia ser você. Poderia ser uma conhecida. Poderia ser qualquer mulher. 31 anos, acadêmica, sonhadora e amante de viajar. Mas depois de confissões extremamente profundas, ela me falava em suicídio. Eu, que sou próxima do tema na prática e na teoria, comecei a observar com mais cautela. Ela estava sofrendo, gritando e berrando por ajuda ali no ouvido sobre um ex namorado que só trazia sofrimento a cada aproximação.

Não, eu não tinha fórmulas mágicas para lhe ajudar. Eu tinha apenas meu ouvido e toda disponibilidade do universo para lhe acolher.

Eu também estou aprendendo
A conviver comigo mesma
Sem deixar o outro decidir

Eu também tento
Respirar por mim

Vamos à luta
Hoje, e até amanhã
Mas vamos de cabeça erguida!

Você pode descobrir o mundo sozinha
Somente com o desejo interior,
Esse inglês arranhado,
O espanhol do "¿Comó estás?"

Você simplesmente pode
Colocar essa bagagem nas costas
E voar!

Você já aprendeu,
Que se perder num país estrangeiro
Pode até ser uma delícia!

Lembra do mendigo que te ajudou
Com o mapa?
Existem muitas outras pessoas maravilhosas no mundo a cada esquina!
A gente só precisa ter cara de pau... e conversar com elas naquele idioma que não é nosso

Vá por mim
Você pode fazer belíssimos companheiros
e esquecer desse babaca que só diminui tua auto estima.

13 comentários:

  1. A ajuda imprescindível para avançarmos é nossa mesmo!

    Outras pessoas podem , até profissionalmente, dar a mão, mas ninguém pode fazer o caminho por nós.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Disponibilizar os ouvidos atentos é um bom começo para uma ajuda dum ser carente.
    Um belo Poema de reflexão.

    Beijo
    Sol

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que doce.
    Maravilhosa poesia.

    Você tem sido tudo para ela, acredite. Ajuda valiosa! <3

    ResponderExcluir
  4. Nem mais.
    Quando nos sentimos diminuídas pela pessoa que nos devia amar o único passo é libertarmo-nos.

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, nenhuma mulher deve de ser dependente do homem e ter medo deste, caso contrario, está sujeita a ser tratada como se tivesse dono.
    Bom fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir
  6. Belíssimas palavras de solidariedade...
    Infelizmente... uma situação tão comum... podemos ser pessoas com estudos... esclarecidas... mas ninguém está preparado para desgaste psicológico assim... e só cada um, saberá como conseguiria reagir a situação idêntica... e todo o dia se houve nos noticiários, história muito idêntica... por sinal... com desfecho trágico, vezes demais!...
    Um belo tema, Sara! Abordado de uma forma brilhante, neste teu poema!
    Beijos! Bom domingo!
    Ana

    ResponderExcluir
  7. Além de muito bonita a forma como você abordou esse tema tão recorrente, caiu nas minhas mãos no momento certo! Desde o ano passado tento ajudar uma pessoa que saiu de um relacionamento abusivo (e nem sequer sabia o que era um relacionamento abusivo) e sempre que encontro textos parecidos mostro a ela, só pra ela saber que não está sozinha, sabe?
    Obrigada por isso, o seu já está nas mãos dela <3

    Novembro Inconstante

    ResponderExcluir
  8. Sei o que é sofrer assim... mas há sempre uma altura que temos de deixar ir quem não está para ficar.

    ResponderExcluir
  9. Com este post, descreveste uma realidade muito triste de uma forma nua e crua... Mas alertaste as pessoas para a tristeza. Na verdade, as piores coisas, muitas das vezes, passam-nos ao lado.
    Escreves tão bem!

    ResponderExcluir
  10. adoro a maneira como escreves! :) e o conselho

    ResponderExcluir