quinta-feira, 30 de junho de 2016

O silêncio é a melhor forma de dizer: "eu desisti de ti!"

(...)


       Sou incapaz de ser novamente aquele alguém que tu conheceste e por quem te apaixonaste. Muita coisa mudou para mim, para nós. Eu já não estou mais tolerante, muito menos paciente. A idade vai passando e, tudo que eu quero, é uma pessoa que me assuma. Que bata no peito, que enfrente o que for preciso, que me apoie e que permaneça sempre comigo. Eu não sei lidar com imparcialidade. Eu não sou assim. Tu estás a falar com alguém que apanhou muito, com feridas incuráveis. Talvez, hoje, tu não entendas o que é entregar-se de corpo e alma, mas eu tentei mostrar de todas as formas. Desenhei, fiz mimica, escrevi e quase cantei para chamar tua atenção e te fazer perceber que eu já estava distante demais dos teus sonhos egoístas. Se tu não consegues interpretar o significado da palavra reciprocidade, não faz sentido o meu desgaste em tentar te mostrar. Amanhã eu tenho a certeza que tu vais aprender. Mas será tarde demais, eu já estarei longe do teu alcance. 

       Eu não te encontro mais na minha prospecção de felicidade. Não idealizo, não fantasio e não insisto. Talvez tu culpes a vida, ou a mim, por não ter dado certo. Mas eu continuo a afirmar que, quem não cuida, não merece ter. Se eu realmente fosse tua, como tu dizias, tu farias qualquer coisa por mim. Mas não, manter-se na comodidade e na mesmice dos teus atos sempre foi e sempre será mais conveniente para ti. A única diferença, é que eu não estou mais disposta a aceitar que tudo seja do teu jeito. As tuas palavras já não tem mais valor, promessas são apenas promessas.


       O meu silêncio para ti, traduz tudo que eu insistia em reafirmar e que agora já não faz mais sentido. A partir de agora guardarei minha saliva para o que realmente for necessário ser dito. Eu tenho aceitado, aos poucos, ficar sem ti. Mas tu, como sempre, entretido a valorizar terceiros, estás a deixar passar tudo despercebido. Quando caíres em ti e olhares para a frente, eu já estarei bem atrás.


       Como alguém que fez de tudo para ser notado e que agora tornou-se teu passado.
(....)


Texto de Jéssica Pellegrini, em "silêncio é a melhor forma de dizer: 'eu desisti de ti!'"

22 comentários:

  1. quando nao se valoriza o que tem e nao se faz nada para manter, o fim e esse...

    ResponderExcluir
  2. Isso vai um bocado de encontro com o meu post por acaso... adorei!
    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderExcluir
  3. Já nem devia escrever isso para essa pessoa....
    Nem recado deveria mandar.. me soa como uma possibilidade de retorno!!!
    "Se tu não consegues interpretar o significado da palavra reciprocidade, não faz sentido o meu desgaste em tentar te mostrar. Amanhã eu tenho a certeza que tu vais aprender. Mas será tarde demais, eu já estarei longe do teu alcance. "
    Amanhã????? deveria ter sido ontem...
    "Tchau tchau cara... um abraço adeus e até nunca mais..." é o que deverias dizer!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. teu comentário me soa tão errado, que fiquei incomodada. confesso.

      meu blog serve para expressar sentimentos (e sempre é ao extremo!). porém nunca leve tudo ao pé da letra. palavras são palavras. tentar interpretar meia dúzia de palavras, sem compreender o contexto, nunca foi - e nunca será - uma boa ideia. aprecia uma texto interessante e fim ;)

      Excluir
    2. ...mas um blog é tipo vc dar a cara à tapa! A partir do momento que sua vida é jogada aqui, pessoas opinarão, pois não?!

      Excluir
    3. Sim, certamente, e totalmente legítimo. ;) tudo em casa,tudo tranquilo.

      Excluir
  4. bonito texto sem duvida, tem a sua verdade...

    ResponderExcluir
  5. Quando não dá, mais vale partir para outra, mas quando li o texto não pude deixar de pensar se a personagem que desabafa poderá não estar certa, se estiver só a ver o seu lado, a querer mudar quem já tinha conhecido da forma que era, e se em vez do silêncio, não poderia encontrar-se com ele, a meio caminho (mas isso pode ser defeito meu, porque gosto de finais felizes)

    ResponderExcluir
  6. Um bonito texto, intenso e verdadeiro!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Muito bom! Intenso, direto e reto, sem rodeios!
    Grande abraço, sucesso e ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde, todo o inicio tem um fim, o texto é objectivo, assim deve de ser, sem rodeios.
    Bom fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir
  9. O inominável de Beckett:

    "...vai haver silêncio, aqui onde estou, não sei, nunca saberei, no silêncio não se sabe, tenho de continuar, não posso continuar, vou continuar."


    beijo

    ResponderExcluir
  10. Uma só palavra, PERFEITO!
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  11. O mundo é tua expressão, o cada um é o acolhimento de ti.
    Um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  12. O silencio é a inteligencia da alma.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. olá, boa noite! sei bem o q é isso e digo com toda certeza que a única pessoa da qual não podemos desistir nunca é de nós. beijo grande com o desejo de um fds fabuloso pra ti!!!

    ResponderExcluir
  14. Quando se dá tudo por essa pessoa e ela realmente nem sequer nós agradece não nos merece, nada como desistir e seguir em frente. O silêncio é muito bom por vezes.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  15. Adorei o texto, está lindo *.*
    Também já me senti assim, e num momento do nada sentimos que realmente tudo ficou para trás e que nós estamos bem assim, sem a outra pessoa :)

    Beijinhos, O blog da Mó ^^

    ResponderExcluir