quarta-feira, 2 de novembro de 2016

relações e afins... precisamos falar sobre elas.


sob a perspectiva de uma apaixona com os pés nos chão, vou tentar expor algumas ideias sobre as relações amorosas a partir das minhas experiencias. segura na cadeira que vamos começar.

pois bem, aqui estou outra vez nessa posição de acreditar no amor e suas consequências. mas os pensamentos ainda aparecem. não que tudo seja muito perfeito, mas é impossível viver nesse mundo sem questionar nada. e sem escutar nada!

nos últimos tempos tenho escutado diversas histórias terríveis sobre o carácter humano. terríveis. ao nível foda mesmo. histórias sobre machos que traem e enganam suas companheiras da forma absurda, e a coisa fica mais pesada quando o machismo entra no meio.

por exemplo, um cara que acha que sua mulher não pode ter relações com outros caras mas ele pode "sair por aí" para aproveitar a vida. nesse nível pra pior. ou que beija a AMIGA da namorada como se não tivesse problema nenhum e no dia seguinte convive com as duas na sala da SUA CASA. e ops, a namorada não sabe de nada!

ou mais, um cara que chama uma mulher para dormir na casa dele... para estudar... com intenções veladas sobre suas muitas intenções, mas o detalhe é que ele tem... ops, uma ESPOSA! "só chamei para estudar, só foram mensagens bobas, sem importância, nem ia acontecer mesmo" 

é minha gente, o mundo é uma loucura tipo fodaaaa.

eu não sou nenhuma santa. mas também não sou uma cínica do krallho. como todos no mundo já traí e já fui traída, mas é incrível como eu ainda consigo me surpreender como as histórias. e eu fico muito felizmente de nunca ficar apática por casos desse tipo!

se sentir segunda opção da vida de uma pessoa que você pensava em construir a vida não é um gosto nada saboroso, e por isso nos últimos tempos eu tenho estado COM MUITO PÉ NO CHÃO nesse sentido. por isso eu só entro em relações monogâmicas onde a pessoa deixe muito clara sua intenção. nada de amor livre, nada de poliamor, nada de relação aberta, nada de pessoas que escondem seus sentimentos. to cansada de entrar em relações com pessoas que são mais perdidas no mundo que eu!!!!

MAS 
as pessoas são cínicas, e...
se vocês soubesse a quantidade de gente que já escutei a mesma "ladinha", as pessoas iram sentir vergonha de falar AS MESMAS COISAS pra mim. e possivelmente devem falar pra todo mundo, existem algumas clássicas que pqp...

- Você é a mulher da minha vida
- Eu nunca senti ciúme antes
- Eu sou um homem diferente dos outros

gente, sério, mudem o discurso. toda vez que um cara chega dizendo isso, já sei que vem merda. nem existe o questionamento, é batata! vem merda.

e algumas vezes as pessoas pensam que a gente não tem esse lindo radar chamado "intuição". então por isso eu digo... colega, se a intuição baterem em vocês, podem ficar com a pulga atrás da orelha e buscar!!!! 

"Nada em mim foi covarde, nem mesmo as desistências: desistir, ainda que não pareça, foi meu grande gesto de coragem." MEU MAIOR GESTO DE CORAGEM.

Obrigada querida eu!

20 comentários:

  1. Olha... esse é um tema que dá pano para manga... aliás, muitas mangas! Eu queria ter uma relação e não tenho, posso entender que entre o que eu já entendi um dia como sendo uma relação e o que de fato é uma relação, existe uma estrada longa, cheia de curvas e surpresas.

    Mas ainda queria que as pessoas fossem menos levianas... nem sempre é bom "ouvir" determinadas coisas, mas doi mais se sentir enganado ou feito de trouxa.

    Enfim... belo post!

    Abração Moça.

    ResponderExcluir
  2. Recentemente (25 de Outubro) festejei o décimo nono aniversário de casamento.
    No dia 15 de Novembro serão vinte anos de namoro.
    Quando menos se espera, onde menos se espera (quem diria que viria de Portugal para me apaixonar e casar??!!) o amor acontece.
    Com naturalidade.
    Abraços, bfds

    ResponderExcluir
  3. "Apaixonada com os pés no chão"? Acho que não, porque a paixão faz levitar... rsrsrs...
    Amor livre fazem os cães e mais uns quantos animais, que não todos. As aves, por exemplo, penso que serão quase todas fiéis.
    Mas a traição é uma coisa muito comum, ainda que haja traições e traições. Existem aqueles(as) que têm amante certo(a) e há os(as) que traem por acidente ou deslize. Em qualquer caso, são sempre traições.
    Gostei do seu texto.
    Sara, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. O amor é uma coisa estranha, contudo, um sentimento grandioso, e natural.. simplesmente acontece!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. O homem conquista a mulher pelo que ele diz, e dizer que mudou e "você é a mulher da minha vida" são coisas fáceis de falar, porque nós gostamos de ouvir isso, e eles sabem. Quem dera se eu soubesse disso antes.
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  6. Já tenh maturidade suficiente para não perder tempo com gente de merd*, perdoa-me a frieza. :P

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito, escreves muito bem :)
    Beijinhos**

    ResponderExcluir
  8. Hoje em dia está mesmo difícil entrar em qualquer relacionamento. Eu ando mais do que decepcionada. Tenho até preguiça, para falar bem a verdade.

    Beijão, querida!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir
  9. OI SARA

    se tem uma pessoa que entende de decepção com a raça humana, essa pessoa sou eu. É tanto migué e mimimi só pra conseguir o que quer de você, depois agir como se nao quisesse nada de fato e que tudo era só um jogo.
    As pessoas pararam de realmente valorizar o sentir. Agora só existe uma mania de manipular o outro a todo custo pra se sentir por cima --'

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  10. As relações hoje em dia são tão fúteis né? Não que antes não fossem, até porque machismo sempre existiu né?
    Dá até um desgosto pensar nesse tipo de pessoa que só engana e mente, deve ser por isso que eu nunca namorei até hoje :(
    Porque tô 'cansada de entrar em relações com pessoas que são mais perdidas no mundo que eu'.
    É foda, mas um dia a gente encontra um cara bacana, tenho fé hahahahha!

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não podia estar mais de acordo...

    ResponderExcluir
  12. a intuição faz parte da vida, tal como o café :)
    abrazo

    ResponderExcluir
  13. Adorei, estou completamente de acordo.
    Beijinhos

    Ana & The Blog

    ResponderExcluir
  14. Sara, que texto "porreta"! acho que vc falou bastante de honestidade, de verdade... mentir, simular, dissimular não podem ser provas de amor, quem não se percebe enrodilhado por essa mentiras acaba sofrendo muito depois... eu nunca me permiti sair com homem casado, e se sai algum vez foi porque mentiram para mim!

    ResponderExcluir
  15. Sem dúvida! Eu também sou assim... principalmente com primeiras impressões. Sei que soa horrivel mas se tiver uma má impressao geralmente nunca estou errada e a pessoa não é de se fiar. O pior é que ás vezes tento dar o beneficio da duvida e depois olha...

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderExcluir
  16. Em tudo e por tudo tenho maior cuidado em não generalizar muito embora haja sim muita hipocrisia à solta por aí.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  17. Gostei tanto do que li por aqui!!! E tenho que admitir que concordo, mas concordo mesmo com o que disseste. Tal como tu tambem nao sou santa, mas existem limites. Beijinho. 😘😘😘

    ResponderExcluir
  18. Não só para relacionamentos mas para amizades também, tem um povo jogando a torto e a direito, fingindo ser o que não é, mentindo na cara dura e defendendo essa postura como uma coisa honrosa. Não me surpreenda que a falta de honestidade seja encarada com muita naturalidade. Mês passado eu tive que despachar uma pseudo-amizade de dois anos. Sabe aquelas amizades que são tão falsas que vc se sente mal por desconfiar da pessoa, mas está tudo ali às claras? Poisé. Desisti e como vc mencionou, esse sim, foi meu maior ato de coragem.
    Beijos!
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Neste mundo cada vez mais superficial... a fragilidade e a efemeridade das relações... é um facto!
    É uma tristeza e uma pena que assim seja... parece que se vive para magoar o próximo, ou ser magoada por ele...
    Felizmente... quero crer que ainda haverá excepções... caberá a nós apertarmos os nossos critérios... para só deixarmos realmente boas pessoas, se chegarem bem perto de nós...
    Beijos
    Ana

    ResponderExcluir