sábado, 14 de janeiro de 2017

Amélia e seu feminismo cego. Vamos problematizar?


Sempre fui muito puta com esse feminismo leigo de internet. Já escrevi diversos textos sobre isso, mas é incrível como as mulheres continuam me surpreendendo. Vamos logo esclarecendo algumas coisas antes de continuar.

 Feminismo é um movimento política criado por mulheres para lutar a favor dos direitos igualitários, já que historicamente as mulheres eram vistas como 1) mão de obra barata para fábricas, 2) corpo que gera um filho para o homem e 3) empregada doméstica do marido. Ao longo dos anos o feminismo passou por três fases (ou "olas" para os academicistas de plantão) e suas histórias e seus objetivos foram mudando ao longo do percurso. Então, dizer que é feminista sem conhecer pelo menos o conceito e história, pra mim é a maior merda que uma pessoa pode fazer.

Hoje, na internet pelo menos, dizer que é feminista é muito louvável. Porém as práticas machista no dia a dia continuam prevalecendo. "Mas Sara essas pessoas estão aprendendo sobre feminismo ainda!" Veja bem, uma coisa é aprender e buscar, outra beeeem diferente é abraçar uma modinha pé de chinelo e continuar com os comportamentos que claramente (se você estudou e buscou vai saber) que o feminismo critica. Por exemplo: vangloriar e favorecer uma pessoa pelo fato de ser macho.

Atualmente estou convivendo com uma pessoa que justifica tudo com "sou feminista" quando na realidade o feminismo aprece de forma distorcida para justificar suas loucuras, porém os comentários são os mais terríveis no dia a dia. Outro dia por exemplo disse "vamos olhar essas sete dicas de como ser uma boa esposa...olha, eu não sou uma boa esposa, ele vai me trair!", ou quando ela diz com frequência "ele vai chegar cansado do trabalho, eu preciso organizar nosso quarto e fazer sua comida". Em nenhum momento existe uma parceria da parte desse casal. Em nenhum momento. Ela é a Amélia, ele leva dinheiro para eles e ela, que um dia foi independente financeiramente, depois do casamento largou tudo para investir no marido (palavras dela!).

"Mas feminismo não é isso" disse eu num dia que estava cheia de tanta besteira, e sua resposta foi "no feminismo a mulher pode fazer o que quiser", pra mim isso é liberdade de QUALQUER SER HUMANO, mas pra ela é feminismo. Adianta entrar num discussão com um ser humano desses? Não adianta!

Se você acha que esse é um caso em particular, possivelmente ninguém nesse mundo tem coragem de compartilhar sua vida com você. Convenhamos, o mundo é cheio de Amélias pagando de feminista!

Sou feminista, estudo sobre feminismo, mas não me identifico com essa moda de feminismo de internet. Eu acho que: se você tem facebook ou blog para pagar de feminista, tem tempo de buscar uns textinhos sobre o assunto.

12 comentários:

  1. O feminismo foi um movimento nobre e corajoso que começou com uma intenção e entretanto foi tao banalizado por pessoas que nao percebem os princípios em causa, que até eu, quando ouço falar em feminismo, sinto vontade de revirar os olhos... Dá vontade de espetar com a história do dia 8 de março na cara delas.

    ResponderExcluir
  2. ...a Wikipédia ajuda...

    Já estive para escrever sobre isso, devido a um assunto que me dá volta aos miolos, pela forma em que as mulheres, hoje em dia, se renegam ao que são, talvez a mais bela criação do Universo...um dia destes!

    Boa noite

    ResponderExcluir
  3. Muito bom teu texto e esse tema sempre é polêmico...Acho que ninguém precisa sair apenas falando, mas sim, VIVENDO como acredita...

    beijos praianos, chica e tuuuuuuudo de bom!

    ResponderExcluir
  4. arrasou. Acho que isso de se nomear feminista, como alguém já disse aqui nesses comentários, é bem diferente de ter a experiência e viver sua vida e ter atitudes e ver a sociedade de uma maneira feminista. acho cada vez mais que feminismo não é um título pra se autoproclamar, mas que dá pra notar bem pelo dia a dia quem está familiarizado com os conceitos feministas, quem entende o que é e como se posicionar perante ao mundo a partir desses conceitos. Não sei se ficou claro o que eu disse, mas basicamente, vc arrasou.

    ResponderExcluir
  5. E por essas e outras que não me considero feminista. Eu não domino o assunto, nunca fui pesquisar então acho melhor ficar calada sabe?
    Claro que defendo as mulheres e fico feliz que estamos conseguindo conquistar cada vez mais espaço. Mas feminista não sou.
    E pior que tá cheio de gente como a Amélia nessa internet, aff :/

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ser feminista é, antes de tudo saber ser mulher. Há muitos movimentos todos a acharem que têm razão... O que é importante é que as mulheres tenham a mesma igualdade de direitos que os homens. E falta tanto para isso, não é?
    Uma boa semana.
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. Penso que o que interessa é que a mulher tenha direitos de igualdade perante os homens
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. PESADO!
    Entrei na faculdade ano passado, e esse movimento é muito notório.
    Tenho procurado sabe mais sobre o assunto.
    Entre esse assunto feminismo, encontrei uma vertente que é a solidão da mulher negra.. Estou lendo bastante, ja assisti muuuuuuuitos videos. Mas ainda não tenho uma opinião formada.

    Essa luta por igualdade tem que existir.
    Estamos juntas!
    http://minhaformadeexpressao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Concordo totalmente contigo!
    Tive uma disciplina este semestre que falamos fundamentalmente de feminismo, era algo que muitas na minha turma estavam mesmo a precisar!
    Também não gosto nada deste feminismo de internet!!

    ResponderExcluir
  10. OOOI SARA

    não tá fácil mesmo.
    Não sei se as pessoas tem retrocedido ou se, só agora com a internet, tem começado a expor suas opiniões estranhíssimas. Sério, cada coisa que a gente é obrigado a ler por ter olhos...
    tanta ideia de feminismo errado pregadas por mulheres machistas :( triste, viu?

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir