domingo, 9 de abril de 2017

contos


Ela estava fumando e desenhando meu corpo no papel enquanto eu pensava como destrutiva (e belíssima) essa relação poderia ser. Ela estava com seu ar de artista e eu na posição de modelo - nua com o pico do peito exposto e a bunda disponível, pronta para roubar o cigarro e lhe oferecer mil beijos.

Ela me comentou algo da vida. Entre o passado e o presente, tinham pedaços que ela tentava esconder. Minha vontade era de salvá-la daquele mundo terrível. Mas eu sempre esqueço que não sou super herói dos quadrinhos. Eu lhe abracei e fiquei em silêncio sentindo o peso do seu corpo sob o meu por horas, ou minutos, nao sei dizer.


30 de marzo, 
2017.

12 comentários:

  1. Texto muito belo, muito intenso.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  2. Que lindo texto e muito sensível
    BJo

    ResponderExcluir
  3. São momentos assim, de intimidade tão sincera, que ficam para sempre a aquecer-nos o coração...

    ResponderExcluir
  4. Um texto esteticamente muito belo e cheio de sensibilidade.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Eu imaginei tudo, e a pintura ajudou mais ainda *-* que doce!

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
  6. Que lindo!
    Às vezes, não precisamos de alguém que nos salve, mas que simplesmente permaneça ao nosso lado.

    Beijos!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir
  7. Eu também consegui imaginar a cena toda.
    Você é muito boa no que escreve, pois sempre tem paixão nas entrelinhas.

    ResponderExcluir
  8. Pra salvar alguém nem sempre é necessário superpoder, né?
    bem bonito o conteúdo do seu post.

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  9. O que eu fiz aqui, hoje, foi filmar. Tua cena talvez seja mais bela do que a própria pintura proposta, porque ela, a cena, além de enxergar eu senti.

    É bem bom te ler assim, moça.

    ResponderExcluir
  10. Não há nada mais abrangente e reconfortante, do que um abraço, na hora certa...
    Um texto, muito belo, envolvente e sedutor...
    Gostei imenso! Beijinho
    Ana

    ResponderExcluir