quarta-feira, 19 de julho de 2017

eu te venero

Eu te amei todos os minutos na última hora. Nosso mundo é confuso e eu ainda estou pela metade. Será que é dessa vez que você vai me encarar com serenidade?

Às vezes ainda é difícil acreditar que ainda andamos juntos, outras é impossível caminhar sem tua presença e a dança do bolinho.

Eu te amo e te venero, meu pequeno poço de sabedoria

Eu te venero quando você coloca sua cabeça na minha barriga, quando teu cabelo enroladinho me oferece abrigo. Eu te venero quando te consumo com os olhos, te beijo na porta da casa das minhas tias, nas curvas que formam seu corpo.

Sim,
eu te venero!

segunda-feira, 3 de julho de 2017

domingo. 20 horas.

Telefone toca.

- Oi Mãe!
- Filha você faz a compra de mês onde? Encontrei um supermercado onde tudo é mais barato. Lá tem pão, delicioso, por 2 reais, daqueles de caixa, imagina só.

Estamos na mesma cidade.
É, acho que virei adulta. Não tem jeito!